Artigos

Trabalhar e estudar fazendo veterinária: tem como?

Outra pergunta muito comum lá na FanPage, principalmente de vestibulandos que estão pensando em prestar medicina veterinária é: tem como trabalhar em outro lugar fora da faculdade, estudando medicina veterinária? Principalmente por dificuldades financeiras se você não tem apoio dos seus parentes, porque nesse caso fica difícil realizar a faculdade.

A resposta é… bem complicada. Principalmente porque depende de alguns fatores: se a faculdade é pública ou particular; qual o período da faculdade; qual cidade você irá estudar; em que pretende trabalhar durante o curso; e o seu pique para isso.

Faculdade pública ou particular?

Esse ponto entra em questão porque algumas particulares têm um período só, manhã ou tarde, enquanto as públicas geralmente são integrais. É lógico que mesmo sendo integral, nem todos os períodos são preenchidos, mas normalmente os buracos que a gente tem no horário são bem ruins. Às vezes eu tinha aula durante a manhã inteira e a tarde eu tinha uma única aula, das 5 às 6 da tarde. Fica um pouco complicado trabalhar nesse tempo, principalmente se você não tem carro. Naquelas de apenas um período fica mais tranquilo conciliar. Já existem algumas faculdades de veterinárias noturnas, mas eu não sei como funciona e ainda são pouquíssimas, por isso não tenho como confirmar para vocês.

A cidade

A cidade também influencia porque depende da disponibilidade de emprego e da distância que você terá que percorrer entre a faculdade e o trabalho. Se você mora em São Paulo, por exemplo, ficaria pelo menos uma hora no trânsito entre a facul e o trabalho, tornando bem complicado conseguir encaixar os horários. Agora, em cidades menores, como Botucatu, Londrina, Santa Maria, às vezes fica mais fácil.

Seu trabalho influencia

Se você vai conseguir trabalhar durante o curso dependerá do tipo de trabalho, também. Às vezes um trabalho fixo é mais difícil, mas vários amigos meus, por exemplo, trabalhavam aos finais de semana como garçons, e conseguiam tirar uma graninha razoável, que ajudava muito no final do mês. Mas, assim, haja pique! Hahaha! A faculdade já é muito cansativa e para você ter pique para trabalhar todo final de semana tem que ter muito ânimo e, principalmente, força de vontade.

Um alternativa, muitas vezes inviável – eu sei – mas ainda assim uma alternativa, são as bolsas que você poderá conseguir durante a faculdade. Desde bolsas de iniciação científica até bolsas de extensão, elas variam geralmente em torno de 400 reais mensais. É muito pouco, mas pode ajudar. O problema é que geralmente é bem difícil conseguir, principalmente dependendo da faculdade que você estuda.

Eu, felizmente, nunca precisei trabalhar durante a faculdade porque meus pais me bancavam, mas sempre foi bem apertado. Depois que eu criei o Vet da Deprê e comecei a encará-lo como um trabalho, o blog começou a ajudar no orçamento, mas ainda assim sempre dependi dos meus pais para tudo. No terceiro ano eu consegui uma bolsa de iniciação científica, mas ela servia mais como um leve complemento do que como uma fonte de renda propriamente dita (R$210!!!).

No final da faculdade eu tinha o Vet da Deprê, a iniciação científica, TCC e estágio curricular e meu tempo já era beeeemmm apertado. Então fico imaginando quem realmente precisa trabalhar durante o curso. Não estou querendo desanimar ninguém, longe de mim, mas força de vontade terá que ser fundamental para aqueles que precisarão enfrentar esse desafio durante o curso.

Outra alternativa é realizar faculdade particular em um período com programas de incentivo do governo (como o ProUNI ou o Fies) e trabalhar no outro. Mas se você tem foco lembre-se: nada é possível e não desista nunca! Se você quiser, ninguém poderá tirar o seu sonho de você, :). 

E você, trabalhou durante a faculdade e concluiu o curso com sucesso? Conta pra gente como foi, nos comentários! 

 

Previous ArticleNext Article
Luiz Guilherme Corsi
Criou o Vet da Deprê em 2011, quando ainda estava na faculdade. Hoje é Mestrando em Ciência Animal pela Universidade Estadual de Londrina. Gosta muito de marketing digital, é cachorreiro nato e não dispensa um bom livro. Instagram: @lgcorsi

22 Comments

  1. Acabei não citando no texto, mas uma alternativa viável que eu vejo seria fazer faculdade particular em um período com programas de incentivo do governo (FIES e ProUNI) e trabalhar no outro!

    1. Sou aux veterinário a 3 anos e estou no 3¤ período de Medicina veterinária . Meu curso é integral e trabalho a noite como aux (18:00 ás 22:00) de seg a sexta e em fins de semana alternados , sábado (08:00 as 13:00) e domingo (09:00 as 12:00) . No começo foi muito difícil e cansativo ,e ainda hoje é. .. a minha maior dificuldade é em estudar nos meus horários vagos… todas as janelas que eu tenho aproveito pra ler , dar uma revisada … mas as vezes o cansaço fala mais alto e acabo não fazendo nem um e nem o outro :/ os fins de semanas são os meus melhores amigos !!! É quando eu consigo sentar e ler ler ler ler fazer resumos e estudar todo conteúdoda semana ,porém… Ainda tem a interferência da família e namorada rsrs … e por incrível que pareça Sobra um tempinho pra todo mundo 🙂

      1. Sou aux veterinário a 3 anos e estou no 3¤ período de Medicina veterinária . Meu curso é integral e trabalho a noite como aux (18:00 ás 22:00) de seg a sexta e em fins de semana alternados , sábado (08:00 as 13:00) e domingo (09:00 as 12:00) . No começo foi muito difícil e cansativo ,e ainda hoje é. .. a minha maior dificuldade é em estudar nos meus horários vagos… todas as janelas que eu tenho aproveito pra ler , dar uma revisada … mas as vezes o cansaço fala mais alto e acabo não fazendo nem um e nem o outro :/ os fins de semanas são os meus melhores amigos !!! É quando eu consigo sentar e ler ler ler ler fazer resumos e estudar todo conteúdo da semana ,porém… Ainda tem a interferência da família e namorada rsrs … e por incrível que pareça Sobra um tempinho pra todo mundo 🙂
        Nao sou o melhor aluno da turma,mas nao fico atrás. Tiro otimas notas e não tenho nenhuma dp !!!

  2. Estou no 3 ° período e desde o começo da faculdade trabalho numa farmácia veterinária especializada em equinos, que é a área que tenho maior interesse. Estudo de manhã e trabalho a tarde, já estou nessa rotina um pouco mais de 1 ano e me adaptei bem. As vezes sinto falta de horas a mais para estudar, mas no trabalho também aprendo muuuita coisa e tenho bastante contato com o pessoal da área, o que ajuda com os estágios que já estão programados. Agradeço a Deus por esse emprego, por que assim não dependo tanto do meu pai (ele paga a faculdade e eu me viro com o resto) e também aprendo mais.

  3. Eu trabalho desde o primeiro ano do curso e hoje estou no terceiro ano. É realmente muito difícil trabalhar e estudar pois o curso é bem difícil. E eu trabalho em uma área totalmente diferente da Medicina veterinária. As vezes penso em desistir pois já reprovei dois anos devido ao cansaço e por não ter condições psicológicas e físicas de estudar. Mas este é o meu sonho é a trancos e Barrancos eu vou conseguir concluir o curso.

    1. Não desista, eu passei tantas coisas ruins: Trabalho, doença na família,desestabilidade familiar, depressão…Juro, reprovei tanto, que cheguei a me sentir um lixo..Consegui chegar agora no quinto ano, meu curriculum não é bom, as vezes as pessoas me julgam sem conhecer minha verdadeira história.Mas agora, no quinto ano, me sinto tão feliz por ter conseguido chegar, que choro orgulhosa de mim…Não desista, tenha força, O caminho que vc trilha vai ser aquele que vc pretende chegar, se quiser ser Médica Veterinária, lute…

  4. Eu estou no 4º semestre e trabalho com banho e tosa quando não tem aula, não é fácil, é muito cansativo por mais que os clientes sabe que eu não tenho horário disponível para o dia que eles estão querendo, acabando ficando chateados comigo, mas graças a Deus tenho conseguido conciliar da maneira que as aulas me permitem.

  5. Estou no 4° semestre, curso em uma universidade pública no turno da manhã, sou funcionário público concursado, resido à 100 km da universidade pego 3 conduções pra ir e 3 pra voltar, meu trabalho eh super desgastante físico e mentalmente, durmo 4 horas por noite normalmente, mas basta você querer… porque diversas pessoas q moram do lado da faculdade e são sustentados pelos pais já desistiram e eu aqui firme e forte!!
    ” A vida é dura pra quem é mole!!! “

  6. Eu estou no quarto semestre, trabalho desde que entrei na faculdade e realmente é bem dificil conciliar trabalho e faculdade. Trabalho em uma area diferente no periodo da tarde, faço faculdade de manha, uso minha folga de sabado para fazer estagio em um clinica o dia todo e no domingo trabalho no periodo da tarde. Resumindo: mal tenho tempo pra dormir, mas com força de vontade e organizacao tudo da certo. Confesso que ainda estou bem atrapalhada com horario e tempo para estudar e dormir e pretendo me organizae esse mês da melhor forma possivel. Sei q começar o estagio agora mesmo q uma vez na semana vai me ajudar mais pra frente…todo esforço tem seu retorno. Boa sorte para nós!

  7. É viola! Entrei em 2009, em 2012 decidi fazer o curso de oficiais da pmba e consegui a aprovação. Dei uma pausa na vet de 3 anos e agora estou de volta, no 6 periodo. Fui designado pra uma cidade que fica a 87 km de onde faço faculdade, e agora 1 vez por semana tenho que fazer esae trajeto pra pegar apenas 1 matéria rs, que foi o que deu pra pegar. Sou aspirante a oficial, minha rotina fe trabalho é intensa a semana toda, e digo que trabalhar e estudar não é nada fácil. Porém existe uma coisa chamada FOCO! Sem isso você não vai pra canto nenhum.

  8. Bom, estou no quarto ano, na UEL. Tenho que trabalhar todos os dias, inclusive finais de semana e ainda tenho que cuidar da minha filha, de 2 anos e meio… É exaustivo, mas todo o apoio, seja família ou amigos, é essencial! Metade é apoio, mas a outra metade é sua força de vontade: o quanto vc quer Veterinária?

  9. Trabalhei durante o primeiro ano.. foi muito cansativo pois no meu trabalho não tinha hora de almoço era direto só saia de lá para ir a faculdade… foi muito difícil peguei dp por falta de tempo para sentar w estudar, eu então sai do trabalho e mudei de período fui para de manhã realmente as coisas na faculdade melhoraram 100% mais é difícil não ter dinheiro as vezes nem para fazer um curso de R$ 60,00 …mais já estou no 5° período não reprovei mais de nada.. nada vai ser fácil, mais no final vale a pena…

  10. Comecei a trabalhar no 7° período, quando assumi o cargo de um concurso que já tinha feito há algum tempo. Foi bem difícil no começo mas depois consegui me adaptar. Mas passei por muito estresse, principalmente porque foi quando tive que fazer TCC (o experimento demorou muito pra ficar pronto, tive que finalizar tudo nas férias!). Nas datas de provas eu ficava bem estressada, mas isso acabou de motivando a estudar mais! Fiquei com medo de ter notas ruins por não ter tanto tempo para estudar, mas a verdade é que depois que comecei a trabalhar, comecei a aproveitar melhor o tempo e as notas foram ainda melhores que antes. Estou atrasando 1 semestre para formar, porque o meu curso é integral e apesar de que tentei fazer o máximo de disciplinas, tive que deixar algumas para depois. Gostei da experiência de trabalhar, mas isso também tirou tempo de fazer estágio e pesquisa. Se você pode continuar a estudar sem trabalhar, aproveite o tempo ao máximo para fazer atividades complementares, turbine o seu currículo. Mas caso não seja possível, tenha ânimo, é possível trabalhar e estudar e ter boas notas e bom relacionamento com os professores. Depois você pode, aos poucos, turbinar seu currículo com especializações, cursos de aperfeiçoamento, etc, dependendo do seu objetivo depois do curso (pós-graduação, trabalhar etc).

  11. Ola, trabalhei desde o primeiro ano também, como ja tinha outro curso superior ministrava aulas nos periodos vagos (que eram poucos) e também ja era casada, com filho pequeno, saca, marido e etc… nunca tive empregada doméstica. Hoje estou no 9º periodo (5º ano) e em fase de estagio curricular, tcc e trabalho como coordenadora de plantonistas em uma clinica veterinaria e vejo que tudo o que passei só me acrescentou e sim eu faria tudo denovo. Obviamente muitas coisas me ajudaram, pois moro proximo da faculdade 10 km, tenho carro, e uma familia que me dava suporte logistico, porem a parte financeira era a mais complicada. Paguei por 2 anos as mensalidades e logo depois fiz iniciação cientifica com bolsa que era muito pequena, e depois consegui um financiamento estudantil de 100% para conseguir continuar esta batalha. Hoje já com o pé pra fora da faculdade recomendo que quem puder descansar descanse, mas quem puder trabalhar trabalhe, e não se esqueça de ter lazer e estar em familia, pois a falta de tudo isso pode levar a depressão.

  12. Eu estou no segundo periodo de vet e a faculdade ocupa todo o meu tempo, aulas de manha, estagio ou monitoria a tarde. Estou correndo atras de bolsa, #dedoscruzados. Tem muita gente da minha sala que trabalha e estuda, mas o rendimentos deles é bem baixo e isso pode dificultar na hora de tentar monitoria,estagio e PAVI na faculdade.

  13. Eu estou no segundo período, meu curso é noturno de segunda a sexta-feira e devido à carga horária temos aulas sábado das 7:40 as 17:40. Trabalho das 9as 18, saio do serviço e vou para a faculdade. É muito cansativo consiliar estudo, trabalho e tarefas domésticas. Tenho só o Domingo disponível e as vezes da vontade de sair correndo kkkkkk. Não peguei exame ou dp até o momento, mas é desesperador! É um curso que exige tempo e dedicação. Sinto falta se tempo para estudar e me dedicar como gostaria.

  14. Eu estou no segundo período, meu curso é noturno de segunda a sexta-feira e devido à carga horária temos aulas sábado das 7:40 as 17:40. Trabalho das 9as 18, saio do serviço e vou para a faculdade. É muito cansativo conciliar estudo, trabalho e tarefas domésticas. Tenho só o Domingo disponível e as vezes da vontade de sair correndo kkkkkk. Não peguei exame ou dp até o momento, mas é desesperador! É um curso que exige tempo e dedicação. Sinto falta se tempo para estudar e me dedicar como gostaria.

  15. Estou no sétimo período, trabalho desde o primeiro mas com telemarketing, trabalho meio periodo de segunda a sabado, e ainda faço estagio uma vez na semana que não tenho aula, não sou uma das melhoras alunas, ainda faço materias pendentes de outros períodos, é cansativo demais, durmo pouco, tem dia que o cansaço fala mais alto e nem dá vontade de ir pra aula ou ir trabalhar, mas eu me empenho, todos me perguntam como consigo, a resposta é que é meu sonho ser veterinária, demorei muito para me decidir e conseguir chegar até aqui, preciso trabalhar não tenho ninguém para me bancar, mas no final tudo isso valerá a pena, mesmo trabalhando e estudando ainda tenho família e amigos para dar atenção.

  16. Alguem aqui consegue trabalhar, fazer a faculdade e pagar sozinho?pois a faculdade é muito cara e eu nao vejo alternativas para mim. Eu tenho um filho e sou casada. Nao vejo alternativas para mim. Eu teria que ganhar muito bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *