Ser veterinário

Ser Veterinário não é só cuidar de animais.
É, sobretudo, amá-los, não ficando
somente nos padrões de uma ciência médica.

Ser veterinário é acreditar na imortalidade
da natureza é querer preservá-la
sempre mais bela

Ser Veterinário não é só ouvir miados, mugidos,
balidos, relinchos e latidos mas,
principalmente, entendê-los e amenizá-los.

É gostar de terra molhada, de mato fechado,
de luas e chuvas.

Ser Veterinário é não se importar se os
animais pensam, mas sim, se sofrem.

É dedicar parte do seu ser à arte de
salvar vidas.

Ser Veterinário é aproximar-se de extintos.
É perder medos.
É ganhar amigos de pêlo e penas,
que jamais irão decepcioná-lo.

Ser Veterinário é ter ódio de gaiola,
jaula e corrente.
É perder um tempo enorme apreciando
rebanhos e vôos de gaivotas.
É permanecer descobrindo, através dos
animais a si mesmo.

Ser Veterinário é conviver lado a lado com
ensinamentos profundos, sobre amor e vida.

“Todos nós podemos nos formar
em veterinária mas nem todos
seremos veterinários”

 

Escrito enviado por la Criadora Silvia Roriz del Gatil Syarte

Como é um plantão veterinário? | Vetvlog #26

O plantão veterinário amedronta qualquer profissional, principalmente os recém formados. A gente nunca sabe o que vai aparecer e, por se tratar de emergências, a probabilidade de aparecer algum caso muito difícil é enorme. Além disso, muita vezes estamos sozinhos e somos responsáveis pelos cuidados de enfermagem com os pacientes internados, o que torna o plantão um desafio ainda maior.

Nesse vídeo do vetvlog eu comento um pouco mais sobre o plantão veterinário e dou algumas dicas para aqueles que querem se aventurar nesse tipo de trabalho:

Depressão na medicina veterinária | Vetvlog #21

A depressão está intrinsecamente ligada a todas as profissões de alta performance, incluindo a medicina veterinária. Havia o tempo em que era tratada com desdém por colegas, mas felizmente este parâmetro está mudando e acredito que quanto mais conversarmos e expormos o assunto, mais ele será debatido de forma séria.

Recentemente eu passei por isso e resolvi expor a minha experiência aqui para vocês. Realmente é uma falta de força de vontade muito grande, na qual a vontade de fazer qualquer coisa se esvai e só o que resta é frustração por não conseguir fazer nada direito. Mas existe tratamento e existe cura, isso é o que a gente precisa saber e correr atrás! Espero que esse vídeo possa ajudar as pessoas que já passaram ou estão passando por esta fase. Se você quiser compartilhar sua experiência, fique à vontade para nos enviar que nós publicamos aqui no blog e no canal!

Clique aqui para ler o artigo sobre Burnout na veterinária

Me siga nas redes sociais!