Ser veterinário

Ser Veterinário não é só cuidar de animais.
É, sobretudo, amá-los, não ficando
somente nos padrões de uma ciência médica.

Ser veterinário é acreditar na imortalidade
da natureza é querer preservá-la
sempre mais bela

Ser Veterinário não é só ouvir miados, mugidos,
balidos, relinchos e latidos mas,
principalmente, entendê-los e amenizá-los.

É gostar de terra molhada, de mato fechado,
de luas e chuvas.

Ser Veterinário é não se importar se os
animais pensam, mas sim, se sofrem.

É dedicar parte do seu ser à arte de
salvar vidas.

Ser Veterinário é aproximar-se de extintos.
É perder medos.
É ganhar amigos de pêlo e penas,
que jamais irão decepcioná-lo.

Ser Veterinário é ter ódio de gaiola,
jaula e corrente.
É perder um tempo enorme apreciando
rebanhos e vôos de gaivotas.
É permanecer descobrindo, através dos
animais a si mesmo.

Ser Veterinário é conviver lado a lado com
ensinamentos profundos, sobre amor e vida.

“Todos nós podemos nos formar
em veterinária mas nem todos
seremos veterinários”

 

Escrito enviado por la Criadora Silvia Roriz del Gatil Syarte

E agora?

Como diria Carlos Drummond de Andrade:

“E agora, José?
a festa acabou,
a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou,
e agora, José?”

Para você que está se formando agora, dando um adeus para a faculdade e um olá para a vida profissional…

Uma nova fase vai começar, respire fundo e vá! Sem medo do fracasso, que só existe na nossa cabeça. Um monstro que criamos e que nos devora por dentro, se alimenta de nossas inseguranças, dúvidas e anseios, destrói nossas certezas, foco e determinação. Mate esse monstro, é preciso.

Steve Jobs disse:

“Seu trabalho vai ocupar uma grande parte de sua vida, e a única maneira de estar verdadeiramente satisfeito é fazendo aquilo que você acredita ser um ótimo trabalho. E a única maneira de fazer um ótimo trabalho é fazendo o que você ama fazer”.

Olhe para traz e mentalize os 5 anos que se passaram, todas as dificuldades, todo o tempo gasto/ganho para se tornar o melhor profissional veterinário e agarrar o mundo. Se organize. Tenha metas e planejamentos, mesmo que absurdos, vá atrás de seus objetivos. Caminhe para sua felicidade e realização pessoal e profissional. Siga em frente, sempre há escolha. Sempre há uma, duas, três escolhas, todas as que você quiser que existam e a insegurança dessas opções devem ser superadas uma, duas, três e infinitas vezes. Não dê explicações, mate o monstro e só siga em frente. Essa é a atitude que te levará adiante. Sim, o inesperado te aguarda. E é lá onde está a vitória!

E assim, Carlos Drummond de Andrade finaliza:

“Sozinho no escuro
qual bicho-do-mato
sem teogonia,
sem parede nua
para se encostar,
sem cavalo preto
que fuja a galope,
você marcha, José!
José, para onde?”

Comece sua vida profissional agora, de onde você está, com o que você tem, com medo mesmo, comece e não pare!

 

Tenho o coração mole e quero fazer veterinária, e agora?

Já passei por momentos muito difíceis durante todo meu trajeto pela graduação e pela vida de médico veterinário. Momentos de indignação, quando animais atropelados eram levados ao hospital sem o motorista sequer ter parado para socorrer, ou quando aquele meu paciente era vítima clara de maus tratos. Momentos de tristeza, quando eu não consegui salvar a vida daquele paciente crítico, mas que ainda abanava o rabo. Ou ainda daquele paciente que lutou até o fim contra o câncer, mas que infelizmente não resistiu.

A vida do médico veterinário é marcada por diversos momentos como estes em que, muitas vezes, estamos de mãos atadas e o nosso coração fica apertado, pedindo por socorro. E uma dúvida muito frequente, principalmente de pessoas que estão pensando em prestar vestibular para a veterinária é:

– Sou muito sensível e tenho o coração mole, será que vou aguentar ver os bichinhos sofrendo… será que vou conseguir ser veterinária?

Read more

Trailer de Quatro Vidas de um Cachorro

Gente, fazia tempo que eu não chorava igual uma mocinha me emocionava tanto vendo o trailer de um filme. Sei lá, acho que desde Marley e Eu! (Eu já contei pra vocês o dia que eu tive que terminar de ler o livro do Marley no banheiro do terminal de ônibus, pra não cair em prantos no meio do busão? hahaha). Esse filme é tipo um Marley só que MULTIPLICADO POR 4x! Quero ver é aguentar a choradeira no final do cinema, hahaha! Enfim, vi esse trailer hoje e, só vendo mesmo!

Sei lá, mas esse filme me pareceu MUITO com o livro A Arte de Correr na Chuva, quem conhece? Eu já fiz resenha dele lá no meu vlog de livros, e é simplesmente incrível. Vale cada centavo! Inclusive, acabei de ver no google que realmente tem um livro desse filme. Já quero ler muito, hahaha!

Mas e aí, o que acharam do trailer? Ansiosos? 😀