Luiz Guilherme Corsi

Luiz Guilherme Corsi

Criou o Vet da Deprê em 2011, quando ainda estava na faculdade. Hoje é Mestrando em Ciência Animal pela Universidade Estadual de Londrina. Gosta muito de marketing digital, é cachorreiro nato e não dispensa um bom livro. Instagram: @lgcorsi

Não deixe ninguém te colocar para baixo durante a faculdade

Há alguns dias atrás eu estava zapeando nos stories e vi uma caloura minha comentando super animada sobre um projeto de uma página que ela estava criando, e de como algumas pessoas meio que duvidavam da capacidade dela conseguir conciliar mil e uma coisas ao mesmo tempo, muitas vezes dizendo que não iria dar certo. Isso me lembrou muito da minha própria graduação e de como muitas pessoas também, às vezes, acabavam me colocando para baixo, dizendo que eu não daria conta de fazer tudo o que eu queria e que desistiria no meio. Aliás, a página da minha caloura ainda está em construção, mas já deixo o link para você seguirem a UEL Vet Stories no Instagram, clicando aqui.

Quando estava na graduação eu tive a oportunidade de fazer inúmeros estágios (noturnos e aos fins de semana, inclusive), projetos e iniciações científicas. Participei durante um tempo da comissão de formatura e também havia sido presidente da Empresa Júnior de veterinária, a VetJr UEL, na qual realizei inúmeros cursos e semanas acadêmicas. Foi ainda na graduação que eu criei o Vet da Deprê que, lá no seu auge, atingia cerca de 2 milhões de pessoas semanalmente com postagens diárias no Facebook. Ah! Nessa época eu também tinha um canal de livros no YouTube, o Ler ou não ler? que ainda está ativo até hoje – foi lá que eu aprendi 99% do que eu sei sobre câmeras, iluminação, fotografia e edição de vídeos, me rendendo vários trabalhos com isso. E, durante todo esse percurso, o que eu mais ouvia era “nossa, mas você não vai dar conta!”. Read more

Quanto ganha um veterinário?

Essa, sem dúvidas, é a pergunta que eu mais recebo em nossas redes sociais. Luiz, quanto ganha um médico veterinário? Uma pergunta simples, mas com uma resposta muito… complexa.

Eu poderia vir aqui e responder para vocês que o piso salarial do médico veterinário é de R$5724,00 para uma jornada de seis horas diárias de trabalho, segundo a lei 4.950-A de 1966. Ou mesmo citar sites como a Catho, que mostra uma média salarial de R$2500,00. Também já vi alguns sindicatos colocando a média salarial entre R$3500 e R$4000,00. Se dependesse dos tutores nós viveríamos de amor. Porém, a verdade é que é extremamente difícil nós avaliarmos a medicina veterinária com base em médias salariais aleatórias.

Eu já escrevi um artigo aqui no blog sobre o mercado de trabalho em nossa profissão e também já comentei sobre a “prostituição” da veterinária neste aqui. Porém, a questão que eu gostaria de abordar hoje é referente à imensidão de possibilidades e oportunidades na medicina veterinária, que influenciam diretamente a remuneração profissional. Read more

Ser veterinário

Ser Veterinário não é só cuidar de animais.
É, sobretudo, amá-los, não ficando
somente nos padrões de uma ciência médica.

Ser veterinário é acreditar na imortalidade
da natureza é querer preservá-la
sempre mais bela

Ser Veterinário não é só ouvir miados, mugidos,
balidos, relinchos e latidos mas,
principalmente, entendê-los e amenizá-los.

É gostar de terra molhada, de mato fechado,
de luas e chuvas.

Ser Veterinário é não se importar se os
animais pensam, mas sim, se sofrem.

É dedicar parte do seu ser à arte de
salvar vidas.

Ser Veterinário é aproximar-se de extintos.
É perder medos.
É ganhar amigos de pêlo e penas,
que jamais irão decepcioná-lo.

Ser Veterinário é ter ódio de gaiola,
jaula e corrente.
É perder um tempo enorme apreciando
rebanhos e vôos de gaivotas.
É permanecer descobrindo, através dos
animais a si mesmo.

Ser Veterinário é conviver lado a lado com
ensinamentos profundos, sobre amor e vida.

“Todos nós podemos nos formar
em veterinária mas nem todos
seremos veterinários”

 

Escrito enviado por la Criadora Silvia Roriz del Gatil Syarte